segunda-feira, 31 de agosto de 2009

FAÇA A CAMINHADA VALER A PENA

"Entender a vontade de Deus nem sempre é fácil, mas crer que Ele está no
comando e tem um plano pra nossa vida, faz a caminhada valer a pena".

Julgamento


:: Elisabeth Cavalcante ::

Um dos exercícios mais praticados pela humanidade é o julgamento. Julgamos o outro, baseados em nosso código de valores, nossas percepções e naquilo que nossa imaginação cria a respeito de cada pessoa com a qual convivemos.

Ocorre que nem sempre esta avaliação se mostra correta e, por essa razão, ao julgar corremos o risco de cometer equívocos e praticar injustiças.
O pior que pode acontecer quando julgamos alguém é, sem dúvida, não levar em conta os sentimentos daquele que estamos criticando.

Por mais que não concordemos com as atitudes de uma pessoa, não podemos nos esquecer de que elas são motivadas, de um modo geral, pelas suas emoções e que agindo de modo rígido e inflexível também estamos nos deixando levar por nosso lado emocional.

Saber reconhecer quando estamos sendo influenciados por nossos conflitos internos no momento em que avaliamos as ações alheias, é o primeiro passo para que possamos abandonar a postura de juízes implacáveis e nos colocar no lugar de quem estamos julgando.

O sistema judiciário se baseia em leis pré-concebidas com o objetivo de garantir a convivência civilizada entre os seres humanos. Mas, fora desta esfera, nas atitudes cotidianas, nos arvoramos muitas vezes no papel de juízes implacáveis daqueles que não se enquadram em nossos hábitos e costumes.

Humildade, sabedoria e a capacidade de aceitar as diferenças de modo tolerante, constituem os melhores instrumentos para que escapemos da armadilha do julgamento.

"... Quando você diz que você se julga, isso é algo tomado emprestado. As pessoas julgaram-no, e você deve ter aceitado as idéias delas sem nenhuma investigação. Você está sofrendo de todas as espécies de julgamento das pessoas, e você está jogando esses julgamentos nas outras pessoas. E todo esse jogo desenvolveu-se além da proporção - a humanidade inteira está sofrendo disso.

Se você quiser livra-se disso, a primeira coisa é esta: não se julgue. Aceite humildemente sua imperfeição, seus fracassos, seus erros, suas faltas. Não há nenhuma necessidade de fingir outra coisa. Seja você mesmo: "É assim mesmo que eu sou, cheio de medo. Eu não posso andar na noite escura, não posso ir lá na densa floresta.". O que há de errado nisso? - é humano.

Uma vez que você se aceite, você será capaz de aceitar os outros, porque você terá um clara visão interior de que eles estão sofrendo da mesma doença. E a sua aceitação deles, os ajudará a aceitarem-se.

Nós podemos reverter todo o processo: aceite-se. Isso o torna capaz de aceitar os outros. E porque alguém os aceita, eles aprendem a beleza da aceitação pela primeira vez - quanta tranqüilidade se sente! - e eles começam a aceitar os outros.

Se a humanidade inteira chegar ao ponto onde todo mundo é aceito como é, quase noventa por cento da infelicidade simplesmente desaparecerá - ela não tem fundamentos - e os seus corações se abrirão por conta própria e o seu amor estará fluindo.

Neste exato momento, como você pode amar? Quando você vê tantos erros, tantas fraquezas... - como você pode amar? Você quer alguém perfeito. Ninguém é perfeito, assim, você tem de aceitar um estado de não-amor, ou aceitar que não importa se alguém não é perfeito. O amor pode ser compartilhado, compartilhado com todas as espécies de pessoas. Não faça exigências.

O julgamento é feio - ele fere as pessoas. Por um lado, você vai machucando, ferindo-as; e por outro lado, você quer o amor delas, seu respeito. Isso é impossível.

Ame-as, aceite-as e, talvez, seu amor e respeito possa ajudá-las a mudar muitas de suas fraquezas, muitas de suas falhas - porque o amor lhes dará uma nova energia, um novo significado, uma nova força. O amor lhes dará novas raízes para se erguerem contra os ventos fortes, um sol quente, a chuva forte.

Se apenas uma única pessoa o ama, isso o faz tão forte, que você nem pode imaginar. Mas, se ninguém o ama neste vasto mundo, você fica simplesmente isolado; então, você pensa que é livre, mas você está vivendo numa cela isolada em uma cadeia. É que a cela isolada é invisível; você a carrega consigo.

O coração abrirá por si mesmo. Não se preocupe com o coração. Faça o trabalho preparatório". OSHO, The Transmission of the Lamp.

 

http://somostodosum.ig.com.br/terapeutas/foto/elisaP.jpgElisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga,
Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching
Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com

 

 

FONTE: http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=09045

 

domingo, 30 de agosto de 2009

A atriz.

Ela estava divina, formalmente sentada em uma poltrona de veludo na cor manteiga e com um lindo vestido preto Dior. Estava lindamente e desordenadamente penteada e suavemente maquiada, ela também maquiou sua mais recente tatuagem do seu mais breve relacionamento. O nome do dito não estava mais visível e ainda relatou que foi mais fácil esquece-lo, que maquiar o nome da pele com um creme francês maravilhoso, de qualquer forma a remoção, esta sim, será lenta e dolorida.

Há alternativa de tatuar outra forma por cima, cogita ela, calma e tranquila.

Alguma dor aquele relacionamento tem que gerar. Nem tudo são flores e tem finais felizes como os filmes em que atua. Ela contou que por ser uma atriz dramática e o drama fazer parte da sua rotina de trabalho na sua vida pessoal faz uma eterna comédia e não conseguiria estar feliz se não agisse desta forma.

Seus dois filhos estão bem, sua ausência é sentida, mas contornada com a estrutura de sua mãe e mais duas babas para gerenciar o menor de 2 anos e o maior de 4 anos. São os meus bebês que fazem eu ter este brilho, esta luz e a minha inesgotável vontade de produzir e executar mais e melhor.

Seu corpo está lindo, indiscutível conclusão!

Por serem muito pequenos não entenderam o último grande escândalo em que seu nome foi envolvido e esta é uma de suas grandes dificuldades: o que meus filhos irão pensar e quanto irão sofrer pelas distorções de meus atos e palavras?

Sua discreta vida amorosa foi postada em um site com hospedagem russa. A sua intimidade, entre quatro paredes, viraram dois filmes onde ela aparece fazendo sexo oral, anal e em várias posições com requintes de sadomasoquismo e submissão.

Descontente com a situação, exposição e observações da mídia a seu respeito, agiu diferente de muitos e respondeu oficialmente, via assessor, "eu amo sexo". Não processou seu ultimo namorado, certamente o autor da façanha, e nem ordenou a retirada dos vídeos do ar. Fala abertamente que lamenta, mas que pratica sexo regularmente e infelizmente nem sempre com a mesma pessoa, devido não ter uma união estável e também muitas vezes com parceiros que não a satisfazem em nada.

E ainda se questiona se não seria melhor ter ido dormir sozinha.

Ela afirma que viaja muito e conhece parceiros em diferentes lugares, que a curiosidade e as oportunidades não são perdidas e que sexo é bom, mesmo na frustração do ruim. Mesmo assim disse, em uma entrevista a cinco anos atrás, que carinho e desejo de dar prazer são fundamentais, tamanho faz a diferença e as preliminares, com um bom oral é o começo acertado. O resto é criatividade, tesão e corpo a corpo.

Todas as reportagens sobre este acontecimento vieram auxiliar na divulgação de seu próximo filme, com estreia para a primeira semana de Setembro, "Dose dupla". Trata de um triângulo amoroso onde ela se divide entre o pacato funcionário de uma multi nacional da área de TI e o instável piloto de moto velocidade. Onde e como estas vidas se cruzam? Só assistindo!

E a dica é assistir mesmo, pois há lindas photografia, uma iluminação perfeita, direção e continuidade marcantes - além de um clima quente com muitas cenas sensuais com a arte imitando a vida. Surpreendente.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Merecimento X Cobrança

:: Saul Brandalise Jr. ::

QUANDO NOSSOS SONHOS SE CONFUNDEM COM A REALIDADE É MERECIMENTO. QUANDO NOSSOS TEMORES SE CONFUNDEM COM A REALIDADE É COBRANÇA.

Isso posto significa dizer que a vida é absolutamente Causa e Efeito. A energia com a qual vivemos é o combustível que aplicamos às nossas ações diárias.Sonhos e temores na realidade são opostos, mas muito próximos. Dependem somente de nós e de nossas escolhas. Diariamente convivemos com eles. Cada um em estágio de energia diferenciado. O temer é insegurança, é ausência de "base"; é uma energia parceira do medo e do pavor.Do contrário, sonhar é viver, realizar o presente e escancarar o futuro. Qualquer pessoa que se frustrar ao sonhar deixou de se fazer presente em sua caminhada evolutiva.O ponto mais importante e fundamental até, é termos consciência de que somos nós que criamos nossas facilidades e nossas adversidades. SEMPRE A DECISÃO ESTÁ EM NOSSAS MÃOS. O mais comum é, nas dificuldades, responsabilizarmos terceiros pela decisão que tivemos que tomar. Os terceiros podem ser pessoas ou grupos. Não importa se é convenção social, familiar ou religiosa. Em tudo de ruim que acontece comigo busco um responsável. Nunca sou eu. Quando as coisas acontecem em desacordo ao que quero, sou -literalmente-, a vítima de alguma circunstância.É sempre mais fácil responsabilizar alguém pelo que acontece de ruim comigo. Esta atitude parece diminuir a responsabilidade de que sou o que faço e até mesmo que aceito que façam comigo. Precisamos nos dar conta desta verdade e deixarmos de responsabilizar quem não tem o poder de decidir por nós.Somos essências, almas, espíritos (use o termo que achar mais conveniente) em processo de evolução e aprendizado e, portanto, passíveis de falhas, equívocos e erros. Falho quando não presto atenção ao que executo. Equivoco-me quando não avalio o Todo, e erro quando sei que não devo fazer, mas insisto e faço.Assim sendo, nas três fases, EU DECIDI SEGUIR EM FRENTE. Não foi este ou aquele super poderoso que me influenciou. EU FIZ, portanto, eu colho. Por mais amor que o outro tenha por mim, jamais irá passar por aquilo que EU TENHO QUE PASSAR.Portanto, raras vezes as atitudes positivas em nossas vidas dependem da sorte. Na realidade, a sorte se dá quando oportunidade e merecimento chegam juntos e se confundem em um ato único. O mesmo vale para o azar. Para entender o que é azar, basta inverter a energia da sorte. Azar é não prestar atenção no que se faz; é falha, equívoco ou erro.Assim, acabamos entendendo que somos, efetivamente, agora, neste momento, consequência de nossas decisões tomadas até um segundo atrás. Logo, se pretendemos mudar, temos que analisar as colheitas atuais e TOMARMOS NOVAS E FRUTIFERAS DECISÕES. Se você plantar repolhos jamais irá colher cerejas.Se você propagar fofocas, desavenças, críticas, jamais irá colher dias alegres em seu futuro. No máximo, terá segundos tranqüilos, mas pouquíssimos ou nenhum dia feliz. Esta é a regra. Este é o leme de nossas vidas.Por conseguinte, sou merecimento e cobrança. Tudo vai depender de mim e de minhas atitudes. Colho o que planto.

Sei que nos veremos
Beijo na alma
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.

VISITE SEU SITE.

Email: sbj@tvbv.com.br

FONTE: http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=09026

Com que roupa?

É uma menina, mas e agora?
Que carinha?
Que roupinha?
Ai (...) que curiosidade!!!

Quando eu temperar.

Quando emagrecer.

Quando for promovida.

Quando ele chegar.

Quando ele me deixar.

Quando ela deixar ele.

Quando eu emagrecer.

Quando eu me mudar.

Quando eu comprar um carro.

Quando eu sair de casa.

Quando eu crescer.

Quando eu me formar.

Quando eu tiver fé.

Quando eu pintar o cabelo.

Quando eu colocar peito.

Quando eu nascer.

Quando eu morrer.

Quando o inverno passar.

Quando setembro chegar ...

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

MEU SILÊNCIO É A RESPOSTA.

Eu estou ótima!
Muito melhor que ontem, mas bem pior que amanhã!

Bom, eu não falo mais sobre este assunto. Página virada mesmo, mas não sei, sinceramente, se mudarei os personagens para escrever esta nova página. Podem entrar outros, podem haver outros (e haverão), mas eu não me importo com as figurinhas repetidas de agora ou do passado.

Não falo mais sobre a minha vida sentimental. Acho que estarei me poupando e poupando os amigos (as) da repetição de assuntos, desgaste e minhas, apenas minhas, desilusões. Seguirei meu coração antes de tudo!
Página virada!

Não quero mais gerar expectativas nas pessoas e sofrer, muitas vezes por antecipação, principalmente com algumas amigas, que sempre vêem só defeitos e que ninguém serve pra mim. Como se houvesse perfeição e como se eu fosse perfeita. Meu Deus !!! Sou bem normalzinha e (muito) cheia de defeitos. Por sinal, somos, não é verdade?

Não quero perfeição! Não mesmo.
Nunca procurei isto e se procurarem, certamente, não me acharão.

Ontem ainda comentei: todos dizem que meu futuro será maravilhoso, tudo de bom, perfeito, mas eu não vivo de futuro e sim de presente. Quero o meu presente agora! Não medirei esforços para ser muito feliz agora, amada, desejada e tudo mais que me é de direito, mas agora - no presente, como um presente! Oba!

Quem vive de passado é museu e quem vive de futuro é o que?
Bom ... não sei, mas certamente não quero saber. Quero viver de presente, com um presente bem lindo, bem feliz e tudo de bom.

Sobre outro assunto que falei ontem foi sobre dar caviar para quem não sabe apreciar e ainda acha ruim, bolacha para quem não tem dente, amor para quem não sabe ser amado, valorizar quem não valoriza, priorizar quem não me dá prioridade. Tchau !!! Manda longe !!!

Entendo esta parte do celular, ôooooooooooo como entendo!
Bjs e até o próximo capítulo.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

a vista além do ponto

Um dia parei para pensar sobre o ponto final e, na mente me veio muitas questões.
Depreendi então que quando um relacionamento a dois se finda, a palavra ponto final ali está presente. Quando a morte ceifa o corpo, o ponto final também se apresenta. A gramática diz que o ponto final conclui a frase.
Não consigo ver o ponto final, pois se o relacionamento findou, as lembranças deixadas jamais serão esquecidas; a morte jamais apagará a vida que para trás ficou. A morte leva um, mas para os que ficam o ponto não é o final, tampouco para o que vai é o final: ali uma nova forma de vida se inicia.
Sob meu ponto de vista, em nada vejo o ponto final. Enquanto Leonardo Boff nos diz que "cada ponto de vista é a vista de um ponto", Elanklever diz que "alguns tem seu ponto de vista, outros uma vista de algum ponto" eu prefiro propor uma vista além do ponto. Claro que cada cada qual tem seu ponto de vista; cada qual coloca sua vista em algum ponto. Eu contudo, falando de ponto, prefiro pensar nos dois pontos, na vírgula, no ponto e vírgula, na reticência,na interrogação, na exclamação.
Não tenho admiração alguma pelo ponto final, muito embora seguindo regras da gramática, ele seja utilizado quando a escrever estou. Em vários momentos lá está ele, concluindo uma frase, porém apenas como um recurso de expressão.
Quando erroneamente pensamos em colocar um ponto final – um basta – em qualquer situação que seja, tenho certeza de que ali está o início, e não o ponto final.
Neste texto não coloco um ponto final; não consigo esse desfecho, prefiro a reticência para a continuidade em qualquer momento; para que o leitor esboce seu pensamento, pois a vista sempre há de estar além do ponto.
Para mim qualquer ponto, menos o final ...

FONTE: http://www.webartigos.com/articles/4841/1/ponto-final/pagina1.html

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

"Aprendi a selecionar meus diamantes. Pedacos de vidro, não me enganam mais!"

eles fazem aniversário no mesmo dia

mas são muuuuuuuuuuuuuuuuuito diferentes

ele é doce, amigo, próximo, paciente, incapaz de uma grosseria

mas amigo

principalmente muito amigo

carinhoso, companheiro

mas n

ão deu certo

faz

ê o que?

hahaah ta doida

"Aprendi a selecionar meus diamantes...pedaços de vidro, não me enganam mais!"

a t

á

t

á ótimo

mas n

ão sou tão sucinta ...

mulher n

ão consegue ser sucinta

eu ent

ão !!! nem pensar ...

tá bom ... deixa assim

deixa eu temperar temperando.

http://www.youtube.com/watch?v=j_DtiVOqeiI&feature=player_embedded

sábado, 22 de agosto de 2009

BARBADA!!! vendo ou alugo textura.

Estacionei o carro e ele veio correndo. Era o Julinho, fez questão de dizer seu nome e me dei conta que "sim" todos estes homens que estão na rua, pedindo tem, não só um nome, mas uma longa história. Muitas destas de grande abandono, tristeza, falta de sorte, de família constituída, de falta de amor e tantos outros sentimentos que aproximam as pessoas.

Eu posso provar que os laços de sangue não são sinónimos de amizade, amor e proximidades, prefiro que meus parentes sejam meus amigos, que meus amigos sejam meus parentes. Aquela velha história que contam que parente não se escolhe, mas que amigo sim, é a mais pura verdade e muitas vezes eu escolhi parentes para serem meus próximos e amados amigos!

E minha maior amiga é minha mãe! Sei o quanto é difícil ter uma boa relação com as mães e a minha erra também, mas principalmente erra por todo o seu excesso. Ela excede: é mãe, e mãe parece que perde um pouco a noção de limite. Não entendo muito bem, ainda não sou mãe, mas o certo é que ela ama, também, em excesso - e isto me conforta.

Julinho me disse que semana que vem é seu aniversário, vamos ver se não esqueço da data ou mesmo que ele não se esqueça. Vamos comemorar o aniversário de Julinho! Viver bem com as diferenças e com as passagens! "Eu passarei, ele passarinho."

Um amigo me disse que precisava "da textura de uma mulher hoje"!
Cai!!!

Juro que fiquei besta e de queixo caído, achei tão lindo, tão homem, tão tudo, tão tesão - falar isto, que fiquei pensando que textura é tudo mesmo, do tipo, cala a boca e me beija.
Lembrei da textura (...), mas isto é outro assunto, não para um sábado! Ou não para este sábado. Deixa assim.

Não é fácil temperar a vida.
Não é fácil encontrar a felicidade em nós mesmos, mas é impossível encontra-la em outro lugar.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

facilita vai ...

Quem sabe foram as dificuldades deste dia que fizeram com que tu não facilitasse a minha vida. Pode ter sido um amor do passado que te deixou amargo, distante e com uma vontade enorme da superficialidade.

Pode ter sido a falta de carinho de um antes e então o depois não houve. Pode ter sido grande dor, a distância, a falta, a indiferença, a diferença, o não correspondido, o amargo, o objeto, qualquer coisa menos eu, qualquer sentimento menos o meu.

Eu facilito!
E queria entender porque não é facilitado pra mim.

Temperar a vida!

BRECHÓ - Casa do Menino Jesus de Praga !!!

http://www.casadomenino.org.br/cmjp/inicial.php?imgm=e&case=2&idnot=1642

 

Hoje tem brechó na Casa do Menino Jesus de Praga!

Sol, solidariedade ... temperar a vida com isto e muito mais.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Tô carente, parte 1, 33 e 1/9

 

Tô carente ...

Ainda bem que meu cabelo é encaracolado.

Completamente enrrolado!

Responde e corresponde exatamente as minhas idéias.

 

Nunca* quero ter cabelo liso, nem uma linha reta de pensamento.

 

Quero as curvas das idéias.

Quero o não saber, o duvidar, o não entender.

 

Tô carente ...

 

Eu podia estar matando, eu podia estar roubando, mas só to querendo.

Querendo muito!

 

Acho que é por causa do período do mês.

Xiiiiiiiii tô temperando a vida completamente enrolada!

 

* nunca diga nunca!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Saudade dele!

Ontem me deu saudade de casa.

E também muita vontade de voltar para casa.

 

Saudade de colo de mãe, apoio de pai, pátio, cachorro, três carros na garagem, churrasqueira enorme, mesa enorme de almoço, almoço em casa e com a família, me deu saudade da sala de TV, da árvore de Natal que era até o teto, do Opala branco, do Monza verde, de me buscar na Puc/RS, das férias na praia, de acampar, de beber a espuma da cerveja, dos galetos, dos churrascos, do abraço forte, grande e apertado, do Cristo na parede, do sinal da cruz antes de subir as escadas, antes de sair, depois de chegar, da sopa, do portão automático, da rampa, da escada, da lavanderia, da paz e da tranqüilidade.

 

Pai, que saudade!

 

Mãe, se a casa fosse a casa eu voltaria para casa, mas a casa não é mais nossa casa.

 

Temperar a vida com nunca mais será igual, mas to tentando fazer ser melhor! E conseguindo ...

 

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Me deixa!

Larga do meu pé!

Por favor, larga do meu pé!

 

Deixa eu ficar com esta cara e com aquela também.

Deixa eu me vestir de qualquer jeito.

Me deixa!

 

Deixa eu falar errado.

Deixa eu comer errado.

Me deixa!

 

Deixa eu levar a minha vida!

Deixa as minha imperfeições.

Me deixa!

 

Deixa eu ser perfeita pra mim - lamento.

Deixa eu buscar e me encontrar, pelo menos eu faço isto.

Me deixa!

 

Me deixa, não me critica ou nem me olha!

Ou melhor, vai olhar para o teu próprio rabo.

 

Temperar a minha vida comigo e sai do meu pé.

 

domingo, 16 de agosto de 2009

Dica!

Jogue sua garrafa ao mar: http://www.contem1serhumano.com.br/default.aspx

Tatto: http://3.bp.blogspot.com/_kcqnsOAPv5E/R3ziRcM_daI/AAAAAAAAADw/dOiAej3o48k/s1600-h/tatoo_rosa+001.jpg

Estava lendo uma reportagem sobre tatoos, famosos, indas e vindas de amores e relacionamentos. Nada de mais, nada mais real que a pessoa certa se tornar totalmente errada em questão de dias, meses e muitas vezes anos. Ela foi certa no seu tempo, no meu tempo e não extrair o que houve de bom na relação pode ser a sentença de cometer o mesmo erro e as mesmas escolhas.

Assim como saber, pensar e entender o que deu de errado. Procurando os meus erros e os da outra pessoa. Relações amorosas e apaixonadas são feitas de dois - então não há uma e sim duas partes crescendo e aprendendo com seus erros e acertos. Não há culpas ou culpados, vilões e mocinhos! Há certeza de dias melhores e eu creio completamente na esperança nossa de cada dia.

Estou atenta aos meus erros e minhas escolhas. Sei o quanto fui feliz dentro dos relacionamentos, o quanto aprendi, sofri e me dedico a tomar a escolha certa na próxima vez. Acredito na próxima vez, na segunda chance, na impossibilidade de felicidade sem diálogo ou sem sentimentos sendo expostos, na paz e na tranquilidade da relação, que sem um sexo muito bom para os dois não há casal completo, que sempre há ajustes, que a proximidade não é questão de distância, que casal é casal e família é família. Acredito, principalmente, no amor!

Voltando a tatoo eu também tenho uma por amor, registrada neste blog exatamente no dia que foi feita, na época da minha paixão sem controle e sem resposta. Diferente dos artistas, não foi a letra do nome, nem o forever, nem o rosto e sim a rosa vermelha. Ela significou e ainda significa não o amor intenso daquele tempo e sim a minha capacidade extremamente feminina de amar: amar de mais, me amar, amar - e só!

Amar e ponto.

Temperar a vida com fulano, beltrano e ciclano ...

Pequenos detalhes que mudam todo um sentido.


Direto do banheiro do Bar:


1. Vírgula pode ser uma pausa... ou não.

Não, espere.

Não espere.


2. Ela pode sumir com seu dinheiro.

23,4.

2,34.3.


Pode ser autoritária.

Aceito, obrigado.

Aceito obrigado.


4. Pode criar heróis.

Isso só, ele resolve.

Isso só ele resolve.


5. E vilões.

Esse, juiz, é corrupto.

Esse juiz é corrupto.


6. Ela pode ser a solução.

Vamos perder, nada foi resolvido.

Vamos perder nada, foi resolvido.


7. A vírgula muda uma opinião.

Não queremos saber.

Não, queremos saber.


Uma vírgula muda tudo.


ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da suainformação.

Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa).


Temperar a vida com eu tenho todo o direito ... todo o direito.

sábado, 15 de agosto de 2009

ELE.


"Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos tendo pés, não me alcancem; tendo mãos, não me peguem;tendo olhos não me vejam e nem em pensamentos eles possam me fazer mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.
Jesus Cristo me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus com sua Divina Misericórdia e grande poder seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos.
Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós.Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo."
Bençãos a você!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Final de Semana Chegando !!!

Lá vem o sol ... tchurururu.

Lá vem o sol ... e eu já sei!

Tá legal !!!

 

Temperar a vida com BEM LEGAL!!!

 

"Tá tão difícil fingir que tá fácil!"

Outro dia, fizemos uma confraternização entre o pessoal da editora para a qual faço alguns trabalhos. Era um daqueles dias lindos, onde todos se disponibilizam para o riso e os abraços. Estávamos num sítio e os homens e meninos resolveram jogar bola, enquanto as mulheres assistiam e riam da falta de preparo físico deles... 

Claro que o objetivo era a diversão e tudo acontecia assim. Num determinado momento, aproximei-me das grades da quadra, perto da trave. Para a minha surpresa, veio um deles, agarrou-se na grade e confessou, exausto, suando, como quem pede socorro: “Ai, tá tão difícil fingir que tá fácil!” 

A confissão foi tão espontânea e inesperada que comecei a rir, mas imediatamente tive um insight, “caiu uma ficha”, como dizem. Pensei comigo mesma: é realmente muito difícil, em alguns momentos de nossa vida, fingir que tá fácil, mas ainda assim a gente insiste em fingir, sem se dar conta de que isso só aumenta mais a dificuldade, tanto a física, quanto a mental e, principalmente, a emocional. 

Fica fazendo cara de feliz e até sorrindo feito bobo, só pra disfarçar a dor que lateja por dentro, a tristeza que machuca sem parar, a mágoa por algo que aconteceu e não sabemos o que fazer com a realidade. 

Talvez um emprego que perdemos ou nem conseguimos conquistar; um amor que acabou ou que nem começou; um amigo ou irmão com quem brigamos e não sabemos como fazer as pazes; uma raiva absurda que toma conta da gente por causa de uma situação em que nos sentimos contrariados, diminuídos, humilhados... 

Enfim, muitas vezes, vivemos situações que nos provocam o desejo de xingar, gritar, esbravejar, argumentar e chorar feito criança, sem se importar com as caretas, as lágrimas, o barulho... só chorar, chorar e chorar até pegar no sono... Mas não! Não nos permitimos amolecer. Permanecemos durões, engolindo a dor a seco, sentindo a tristeza passar pela garganta como se fosse espinha de peixe enroscada... arranhando, incomodando, doendo mais. E lá estamos nós... fingindo que está fácil! 

Pois bem, não sei quanto a você, mas estou decidida, cada vez mais, a mostrar o que sinto, mesmo sabendo e confessando que também não é nada fácil. No entanto, é bem mais fácil se expor e mostrar os sentimentos, tentando digeri-los e transformá-los em aprendizado, do que fingir, camuflar, parecer sem ser, viver sem se aprofundar, amar sem ser intenso, sentir sem se entregar. 

Não estou, de forma alguma, sugerindo que você alimente sentimentos como raiva, tristeza e desesperança. Muito pelo contrário: estou sugerindo que você os assuma, sinta-os e, assim, possibilite o fim de cada um deles. Porque enquanto a gente finge que não está sentindo, eles continuam lá, enroscados. Mas quando a gente se assume e os expõe, eles passam, acabam, vão embora. Claro que, sobretudo, este tem de ser o nosso objetivo! 

Aproveito, então, para sugerir: pare de fingir. Pare de sustentar um ego que só te faz ser quem você não é (ou seja, ninguém!) e te distancia de sua verdadeira essência. Pare de se importar tanto com o que vão pensar sobre você e se concentre mais na sua humanidade, na sua vontade de crescer e se tornar melhor, lembrando sempre de que a gente só consegue sair de um lugar e chegar a outro quando tem consciência de onde está e, sobretudo, para onde deseja ir. 

Que você vá além e ultrapasse qualquer caminho que não seja o seu. Saia do fingimento e vá para o autêntico, porque só assim é que a vida vale a pena e é só aí que o amor encontra espaço! 

FONTE: Por Rosana Braga
www.rosanabraga.com.br

 

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

MOTIVAÇÃO

Para os meus amigos, mensagem que recebi de um grande amigo.

Grande (...) enorme (...) AMIGO!

 

http://www.youtube.com/watch?v=fjX2gKCjYCs

Sorte e sucesso andando lado a lado

30 de maio de 2008 às 13:09

 

O que é sorte? Algo sobrenatural, espiritual ou podemos criar? Quem tem sorte tem sucesso?

A sorte é uma soma de talento mais oportunidade. Dai você pode me perguntar: "E quem ganha na loteria". A pessoa que ganha na loteria teve a oportunidade de jogar e o talento de escolher os números certos.

Para falar de talento, vamos nos aprofundar mais em algumas característica que temos que ter pra chegar ao sucesso. Para explicar o que é o Talento, vamos falar também do Dom e da Vocação, que podem pensar que é a mesma coisa mas são totalmente diferentes com suas semelhanças.

O Dom, é uma palavra grega que significa dádiva. Os romanos acreditavam que o dom era um presente de Deus. É algo que é genético, natural e que a pessoa já nasce com o seu e pode até fugir, tentar outros caminhos, mas uma hora o Dom vai falar mais alto.

O Talento, é algo que se transforma. Ao contrário do Dom, você pode criar o seu Talento através de treino, disposição e vontade. É como um jogador de futebol que nasce com o Dom pra jogar bola, mas se ele não treinar, não se esforçar, não terá sucesso. Pra se ter sucesso é preciso dar talento ao seu dom.

A Vocação, do latim o chamado.  É um chamado da vida para colocar pra fora seu dom e seu talento. Algo que existe e está aguandando ser descoberto. Sabe como descobria a sua? A Vocação é algo que te dá prazer, algo que você faz com alegria e com facilidade. Seja honesto com sua vocação.

Existiu uma pesquisa nos EUA, onde foram acompanhados durante 20 anos, 1500 alunos formandos de uma importante universidade Americana. Desses, 83% estariam buscando retorno financeiro e status profissional os demais 17% estariam buscando algo que os fizesse felizes.

Após 20 anos dos 1500 profissionais,  102 obtiveram sucesso em suas vidas, eram pessoas bem sucedidas e alguns milionários, desses 101 faziam parte dos 17% que buscavam ser felizes.  Com isso foi descoberto que a melhor forma de ter sucesso e ganhar dinheiro e buscar fazer o que te traga alegrias. Thomas Jefferson disse: " Eu acredito demais na sorte. E tenho constatado que, quanto mais duro eu trabalho, mais sorte eu tenho." Disse tudo não?

Para falar de oportunidades devemos ter certos cuidados. Você acredita que oportunidades batem à nossa porta? Dificilmente. Então como identificar uma? Segue alguns pequenos conselhos:
1 -esteja atento ao que acontece no mundo;
2- tenha idéias, seja inovador;
3- descubra do que o mundo precisa;
4- participe de atividades diversas, se coloque pro mundo te ver;
5- observe tendência e deficiências;
6- explore hobbies e moda;
7- observe o sucesso alheio.
Esses conselhos são hábitos que devem ser construídos com o tempo em nossas vidas.

Portanto, ter sorte e sucesso dependem exclusivamente do que faremos de nossas vidas, dependem das nossas escolhas e principalmente de nossa vontade, energia e determinação.

FONTE: http://www.administradores.com.br/artigos/sorte_e_sucesso_andando_lado_a_lado/23183/

 

Temperada com sorte, para ter muito sucesso!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

20 DICAS PARA O SUCESSO

I -            Elogie 3 pessoas por dia.

II -          Tenha um aperto de mão firme.

III -         Olhe as pessoas nos olhos.

IV -         Gaste menos do que ganha.

V -          Saiba perdoar a si e aos outros.

VI -         Trate os outros como gostaria de ser tratado.

VII -       Faça novos amigos.

VIII -      Saiba guardar segredos.

IX -         Não adie uma alegria.

X -          Surpreenda aqueles que você ama com presentes inesperados.

XI -         Sorria sempre.

XII -        Aceite uma mão estendida.

XIII -      Pague suas contas em dia.

XIV -      Não reze para pedir coisas. Reze para agradecer e pedir sabedoria e coragem.

XV -       Dê às pessoas uma segunda chance.

XVI -      Não tome nenhuma decisão quando estiver cansado ou nervoso.

XVII -     Respeite todas as coisas vivas, especialmente as indefesas.

XVIII -   Dê o melhor de si no seu trabalho. Tenha prazer em fazer bem feito.

XIX -      Seja humilde, principalmente nas vitórias.

XX -        Jamais prive uma pessoa de ESPERANÇA. Pode ser que ela só tenha isso.

 

Hoje: muito temperada!

O que é a devoção de Nossa Senhora três vezes Admirável?


TEOLOGIA DOS MOVIMENTOS CATÓLICOS

CNBB 04.1997

MOVIMENTO DE SCHÖNSTATT

1. Histórico

Aos 18 de outubro de 1914, o Pe. José Kentenich manifesta a um grupo de jovens Congregados Marianos sua ´secreta idéia predileta´: transformar a Capela da Congregação Mariana, situada no vale de Schönstatt, em Vallendar, junto ao Reno, capela de São Miguel, um Tabor a partir do qual se manifestem as glórias de Maria. Não poderia deixar herança maior do que levar N.Sra. do Rosário a estabelecer, nesta capela, seu trono e distribuir tesouros e milagres da graça. Era plano ´fazer suave violência´ a Nossa Senhora através de orações e sacrifícios, e tornar a Capela São Miguel ponto de partida e centro de um movimento de educação e renovação religiosa e moral. Surgiram diversos movimentos: A ´União apostólica´ é a primeira de suas comunidades apostólicas laicais. · Em 1920 nasce a ´Liga´ que compreende sacerdotes, homens e mulheres de diversas idades e, profissões, agrupados em vários ramos. · Em 1926 surge a fundação dos Institutos Seculares de Schönstatt.

· Em 1924, a Congregação Mariana do Seminário de Schönstatt transformou´se no ´Movimento Apostólico´ de Schönstatt.

· Hoje a Obra de Schönstatt compreende: Institutos, Uniões, Liga e Movimento Popular de Peregrinos. Os santuários, que se constróem no mundo, são reproduções fiéis do Santuário de Schönstatt. Linhas Doutrinais

A fé convicta do Pe. Kentenich era de que a missão e atuação da Mãe de Deus continua até o fim dos tempos, como ´companheira e colaboradora´ oficial e permanente de Cristo em toda a obra da redenção. Mesmo após a assunção ao céu desenvolve sua atuação, de preferência nos lugares de graças que ela mesma escolhe, e por meio de pessoas que se colocam à sua disposição. Numa peregrinação a Pompéia, na Itália, surgiu´lhe esta idéia: Por que Pompéia sim, e Schönstatt não? Os Congregados Marianos resolveram colocar´se a serviço de Nossa Senhora. Esta consagração tomou o nome de ´Aliança de Amor´ e as palavras proferidas, neste 18 de outubro de 1914, denominaram´se mais tarde ´Documento de Fundação´. Eles tomaram conhecimento da Congregação Mariana que floresceu no século XVI em Ingolstadt, e dela tomaram o título ´Mãe Três Vezes Admirável´ para a imagem de Maria da Capelinha de São Miguel. Em Schönstatt recebe´se tríplice graça: a graça do abrigo espiritual, a graça da transformação interior, e a graça da missão e fecundidade apostólica. O elemento determinante é a Aliança de Amor com a Mãe Três Vezes Admirável. Em si não é outra coisa que a aliança feita com Deus no batismo. Por que Mãe Três Vezes Admirável? Porque Deus fez um Aliança de Amor com a Criação através do homem e com a mediação da Ssma. Virgem. Nesta aliança pessoal, os contraentes se pertencem mutuamente: a realeza de Maria nos fica entregue, com a sua segurança. A Aliança é local, vivida integralmente na Capelinha, pois ali recebe´se graça específica. Na Capelinha a aliança encontra sua materialização e seu símbolo. Como conseqüência há necessidade de se vincular estreitamente ao lugar e fazer dele o lar espiritual. A Aliança de Amor se vive se houver contato de fé com a Capelinha. O típico de Schönstatt é pretender realizar a missão por meio de Maria, isto é, mostrar ao mundo a posição, a dignidade e a missão da Ssma. Virgem, que assegurará a transformação do mundo em Cristo. O Movimento aspira, como missão, converter´se numa epifania mariana. Schönstatt quer formar um Capital de Graças a ser oferecido na Capelinha, dentro do Corpo Místico. Para fundamentar isso lembra a liberdade humana e a generosidade divina. O Movimento cumpre sua missão pelo Espírito Santo, que age na Capelinha por meio de Maria. É Ele quem renova todas as coisas. Outra arma é uma forte autoridade: poucas leis, mas uma autoridade firme e forte. O espírito do Movimento apostólico de Schönstatt pode ser sintetizado nestes pontos:

· Piedade mariana

Maria é a mais perfeita realização do homem novo, da nova criação, objetivo da salvação realizado por Jesus Cristo.

· Piedade da Aliança

Deve´se decidir livremente com Maria e como Maria: ´Unidos com Maria na Aliança do Amor, chegaremos a Cristo Jesus, e por Cristo, no Espírito Santo, ao Pai´.

· Piedade de instrumento

A Família Schönstatt cultiva a consciência de ser um instrumento totalmente dependente de Deus e da sua graça. Há o cuidado de se orientar na vontade de Deus, à luz da fé na Providência, e estar em total disponibilidade.

· Santidade de vida diária

Trata´se de santificar o mundo em todos os seus âmbitos. A idéia da santidade de todos os dias teve papel decisivo na constituição dos Institutos Seculares.

· Espírito de magnanimidade

Vínculos que obrigam sob pecado, só os necessários; liberdade que aspira ao mais alto grau de amor e cultivo da vida espiritual para atingir este grau.

· Nos Institutos se faz a consagração´contrato em lugar dos votos É uma consagração´contrato que vincula pela força do direito natural. Os contraentes são cada um de seus membros e a comunidade. Com esta consagração ascética à Mãe Três Vezes Admirável o contrato é elevado ao caráter de ato religioso e de entrega total a Deus.

· Espírito de família. O princípio teológico de que a graça deve unir´se à natureza é básico Procura imitar a família, para que o povo de Deus se torne família de Deus. Por isso os membros vêem em Schönstatt o lugar de seu nascimento espiritual. Olham o Fundador como pai espiritual, em cuja pessoa transparece o Pai eterno, do qual vem toda a paternidade no céu e na terra.

2. Avaliação

Aspectos positivos

Nota´se o desejo do Pe. Kentenich de prestar um culto especial à Mãe de Deus e a busca de uma vida de transformação. Elaborou o sentido de uma espiritualidade que seja testemunho com linhas ascéticas bem definidas. Outro aspecto positivo é também o fato de santificar a vida diária e de colocar o sentido da fé na cotidianidade. O Movimento teve ampla difusão entre o povo, sobretudo pelas Capelinhas da Visitação, em que as casas recebem a imagem de Maria e rezam diante dela.

Aspectos negativos

Deve´se observar a vinculação demais materializada ao Santuário como se fosse um absoluto, sem o qual não há uma experiência mais profunda de Deus em outras formas. Parece colocar Maria numa posição quase independente. Sua vinculação com Cristo parece tênue. Tem´se a impressão de que o primeiro lugar é de Maria. A própria Aliança de Amor poderia destacar mais os aspectos de Aliança tão fortes na Bíblia, e destacar menos esta vinculação com a Capelinha. O sentido de autoridade também se manifesta de modo muito duro, fazendo com que a obediência se torne mais um ato material, do que uma disponibilidade mais plena e abrangente da vontade de Deus. Pode´se questionar a consagração´contrato, como vinculação pelo direito natural, mesmo colocada no plano religioso. É posta como algo que vincula mais pelo contrato e o direito do que pela consagração e entrega generosa a Deus. A figura do Fundador assume uma posição de destaque, que deve ser sempre considerado como algo fundamental, até mesmo se comparando com a paternidade de Deus.

Caminhada espiritual: o que fazer quando você é testado.

Por: Aline Schulz

Conforme vamos caminhando nesta senda da espiritualidade, alguns testes
nos são colocados. Acontecem muitas averiguações da nossa fé e se estamos
imbuídos verdadeiramente em seguir em frente. Para isso, grandes desafios
surgem para nós enfrentarmos. Diante disso, estar nesta caminhada
evolutiva, orando e vigiando constantemente não nos abstém de olhar de
frente o nosso maior obstáculo: nós mesmos.

Podemos dizer que o mesmo se aplica a nossa própria proteção, que nada
será eficaz diante da ausência da efetiva aplicação do nosso poder
pessoal. Focar-se na sua reforma íntima em meio às situações cotidianas
que vivemos nem sempre (para não ser generalista) é fácil. Normalmente
nos solicita empenho, vontade, atenção, iniciativa, desalienação,
humildade e muita ação.

Viver a espiritualidade demanda estar coerente 24 horas com seu propósito
pessoal e coletivo. Propõe seguirmos em frente, mesmo que diante dos
nossos principais pesadelos. Afinal, são eles nossos maiores mestres
nesta existência. Manter a consciência de sermos eternos aprendizes
auxilia muito a não recuarmos. Principalmente, não fugirmos nos momentos
de embate com nossos maiores resgates.

Infelizmente, estar no caminho da espiritualidade não significa que não
iremos mais sofrer, tendo que aprender pela dor. Deveria nos fazer estar
em estado de vigília. Atentos a qualquer sincronicidade que o universo
esteja sinalizando. Porém, somos seres humanos, portanto imperfeitos.

Antevendo situações de confronto, o primeiro inimigo oculto a ser vencido
é o orgulho (ego e a vaidade estão no mesmo pacote). Para isso, se cerque
da humildade em aceitar sua dificuldade. Em seguida, peça ajuda. Utilize
seu poder pessoal para criar oportunidades de crescimento individual e
coletivo. Una forças com aqueles que um dia já estiveram na mesma
situação. Ninguém é tão bom sozinho. Nunca somos abandonados, nós é que
antes abandonamos. Somos nós que viramos a cara para espiritualidade
quando deixamos de enfrentar nossas provas de evolução.

Se manifeste solicitando apoio (seja humano, literário, auditivo...). Se
permita crescer consigo mesmo diante do próximo passo a ser dado em sua
caminhada evolutiva. É preciso constância para manter nossa firmeza. Não
basta brilharmos eventualmente, é necessário estarmos polindo diariamente
nossa jóia interior.

Como dizia o Imperador Meiji em seus poemas: Mesmo que os ventos sacudam
a casa, as dificuldades poderão ser superadas, se os irmãos estiverem em
harmonia. Não importa o que aconteça em minha vida, gostaria que meu
coração e a minha alma continuassem abertos e livres. Por isso, não se
prenda as amarras do falso eu não vou conseguir. Use seu poder pessoal
para ir além, ir em frente. Mesmo vindo do plano espiritual o desafio,
ele nos deixa à mão as ferramentas que precisamos para enfrentá-lo.

Para isso, é preciso vencer a nossa inércia. Sairmos da nossa zona de
conforto (que nem percebemos, mas já estamos dentro dela). Despertar da
obsessão silenciosa que permitimos entrar em nossa vida. Voltar a
estreitar relações com nossos amigos espirituais. Quebrar barreiras que
muitas vezes nós mesmos criamos. Regressar ao exato ponto que desviamos
do nosso caminho.

Praticar a humildade neste momento ajuda muito. Apesar de nos
considerarmos erroneamente evoluídos, somos crianças aprendendo a
engatinhar. Aprenda a ouvir. Sentir com o coração. Aceitar sua
inferioridade e cautelosamente encará-la de frente buscando uma solução.
Boa vontade. Abra-se para seguir em frente e prepare-se para a beleza de
mais uma lição neste planeta escola chamado Terra.

domingo, 9 de agosto de 2009

URGENTE - frase para a semana!

"Todas as pessoas que não fazem barulho são perigosas."
Autor Desconhecido, mas cada um tem um conhecido(a) destes na sua vida.

O Pai e a Filha


Certa vez, uma menina foi visitar o seu pai e conversando com ele, começou a se queixar da vida, dizendo que tudo estava muito ruim, difícil.
A menina estava tão abatida que sua vontade de lutar e combater não existia mais. Sem saber o que fazer, queria, na verdade, desistir de tudo.A impressão que ela tinha era a de que, assim que um problema estava resolvido, um outro surgia.
- Pai, atualmente minha vida está de cabeça para baixo, pois tudo está complicado, tudo tão difícil, nada se resolve.

Seu pai, um senhor sábio, muito tranqüilo, honestíssimo com a vida, era um cozinheiro de mão-cheia.Nesse dia, levou sua filha até a cozinha da sua casa.
Não falou nada, nem uma palavra de conforto, apenas olhando-a no fundo dos seus olhos, como quem quer dizer:- Filha, preste atenção no que estou fazendo.Ele encheu três panelas idênticas com água e colocou-as no fogão, todas em fogo alto.
Na primeira panela, colocou algumas cenouras.Na segunda, colocou ovos.Na terceira, uma concha com pó de café.
Ainda sem dizer uma palavra, logo que as três panelas começaram a borbulhar, ele apagou as bocas do fogão.A menina estava impaciente, tentando imaginar o que ele estaria fazendo.
Pegou as cenouras e colocou-as em uma tigela.Retirou os ovos e colocou-os em outra tigela.Com uma concha, pegou o café e colocou em uma xícara.
O pai virou-se para a filha e perguntou:- Minha filha, o que você está vendo?
A menina atenta a tudo, respondeu:- Cenouras, ovos e café.
Ele a trouxe para mais perto e pediu-lhe:- Minha filha experimente as cenouras.
Ela obedeceu e comentou:- Pai, as cenouras estão macias.
Ele, então, pediu-lhe que pegasse um dos ovos e quebrasse.Mais uma vez, ela obedeceu e depois de retirar a casca, o tocar no ovo, verificou que o ovo tinha endurecido com a fervura. Finalmente, ele lhe pediu que tomasse um gole do café.
Ela sorriu ao sentir o aroma e provar aquele delicioso café.Então perguntou:- Pai o que tudo isso quer dizer?
Ele explicou:- Filha, a cenoura, o ovo e o café, todos eles enfrentaram a mesma adversidade, a água fervente, mas cada um reagiu de maneira diferente.
A cenoura entrara forte, firme e inflexível, mas depois de ter sido submetida à água fervendo, ela amolecera e se tornara frágil.Os ovos eram frágeis, sua casca fina havia protegido o líquido interior, mas depois de terem sido fervidos na água, seu interior se tornara endurecido. O pó de café, contudo, era incomparável; depois que fora colocado na água fervente, ele havia mudado a água.
Ele perguntou:- Quando algumas adversidades batem à sua porta, como você reage? Qual deles você é, com qual deles você se identificou, filha?
Minha querida, nós somos os únicos responsáveis pelas nossas atitudes, por nossas decisões e também por nossas mudanças.Cabe a nós, somente a nós, decidir se a suposta crise irá ou não afetar nosso rendimento profissional, nossos relacionamentos pessoais ou a nossa vida como um todo.
Filha, quando você ouvir outras pessoas reclamando da vida, assim como você estava fazendo, ofereça uma palavra positiva.Mas, lembre-se minha filha, de que você precisa acreditar nisso.Confiar que você tem capacidade suficiente para superar e transformar qualquer que seja o desafio que chega até você, assim como o café fez, quando misturado com a água fervente.

Alguns Comentários:
E você com qual deles se identificou?Com a cenoura que parecia tão forte, mas com o calor murchou, se tornou frágil?
Será que você é como o ovo, que começa com um coração maleável, mas depois de algumas perdas ou após algumas decepções se torna mais duro, apesar de a casca parecer a mesma?
Ou será que você é como o pó de café, capaz de transformar a adversidade em algo ainda melhor do que ele próprio?
Sinceramente, espero que nesta semana, você aproveite todos os momentos, sejam ou não bons.Se por acaso você encontrar alguém reclamando da vida, que você consiga impactar com uma resposta positiva.
Alguém uma vez disse: "Uma vida não tem importância se não for capaz de impactar positivamente outras vidas".


Texto de autoria desconhecida,
com adaptação de Carlos Wendell Pozzobon

O pai nosso de cada dia nos dai hoje ...

Pai nosso que estais no céu, pode ser que daqui a algum tempo, haja tempo prá gente ser mais que dois grandes amigos.
O Santificado Nome, que é Vosso te levou e pode ser que daí você sinta, qualquer coisa entre esses vinte ou trinta longos anos em busca de paz.
Venha a nós o Vosso reino e pode crer, eu bem, eu vou indo e tentando, vivendo e pedindo, com loucura prá você renascer.
Seja feita o que eu não faço questão de ser tudo, só não quero e não vou ficar mudo, prá falar de amor prá você.
A Vossa vontade de sentar aqui que o jantar tá na mesa, fala um pouco tua voz tá tão presa, nos ensine esse jogo da vida, onde a vida só paga prá ver.
Assim na terra me perdoa essa insegurança, que eu não sou mais aquela criança, que um dia morrendo de medo, nos teus braços você fez segredo, nos teus passos você foi mais eu.
Como no céu eu cresci e não houve outro jeito, quero só recostar no teu peito, prá pedir prá você ir lá em casa e brincar de vovô com meu filho, no tapete da sala de estar.
O pão nosso você foi meu herói meu bandido, hoje é mais muito mais que um amigo, nem você nem ninguém tá sozinho, você faz parte desse caminho, que hoje eu sigo em paz.

Pai! Paz!...

Nos dai hoje.
Perdoai os nossos pecados.
Assim como nós perdoamos a quem nos tenham ofendido.

E nos livrai-nos de todo o mau. Amem!

Ao meu Pai Nosso, que levou meu pai amado!
OOOOOOooooooooooooo dor, que falta! Que saudade!

sábado, 8 de agosto de 2009

Caetano Veloso

Não me venha falar
Na malícia de toda mulher
Cada um sabe a dor
E a delícia
De ser o que é...
Não me olhe
Como se a polícia
Andasse atrás de mim
Cale a bôca
E não cale na bôca
Notícia ruim...
Você sabe explicar
Você sabe
Entender tudo bem
Você está
Você é
Você faz
Você quer
Você tem...
Você diz a verdade
A verdade é o seu dom
De iludir
Como pode querer
Que a mulher
Vá viver sem mentir...

Descobri algo novo! Algo velho, mas muito novo.




O que me preocupa não é o grito dos maus.
É o silêncio dos bons.

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida:
amor no coração e sorriso nos lábios.

Se soubesse que o mundo se desintegraria amanhã, ainda assim plantaria a minha macieira. O que me assusta não é a violência de poucos, mas a omissão de muitos. Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos.

Nós não somos o que gostaríamos de ser.
Nós não somos o que ainda iremos ser.
Mas, graças a Deus,
Não somos mais quem nós éramos.

Ser pedra é fácil, o difícil é ser vidraça.

Amigos e amigas;
Companheiros e companheiras;
Amados e odiados.

Para todos, segue estas mau traçadas linhas!

Eu quero que a chuva continue.
Eu quero que tudo se inunde.
Eu quero que apareça um sapo.
Eu quero ter certeza que quando eu beija-lo ele vira príncipe.
Com esta certeza.
Eu quero o mais fundo rio.
Eu quero o bueiro mais sujo e profundo.
Eu quero afogar este sapo.
Eu quero nunca mais encontra-lo.

E mais nenhuma história infantil.
Fim de papo - e sem tempero: destemperada!

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

http://www.dharmanet.com.br/vajrayana/raiva.htm

AMIGOS: tenho os melhores!


Viver primeiro, morrer depois.

"Sentir primeiro, pensar depois
Perdoar primeiro, julgar depois
Amar primeiro, educar depois
Esquecer primeiro, aprender depois
Libertar primeiro, ensinar depois
Alimentar primeiro, cantar depois
Possuir primeiro, contemplar depois
Agir primeiro, julgar depois
Navegar primeiro, aportar depois
Viver primeiro, morrer depois."

Mário Quintana

Se a sua luz não brilha...

"Antes de me julgar mal, por que não olha para si mesmo! Indepedente do que faço, ou aparento fazer...

O que importa realmente é o que sou. Então tente conhecer para depois falar alguma coisa...

E mesmo assim, isso não quer dizer que sou 'melhor ' ou 'pior ' que você, sou apenas diferente...

Então respeite!!!

Se a sua luz não brilha...
Não tente apagar a minha!!

A maioria das pessoas me surpreendem - pq não me surpreendo?

Meu Deus ... como ela fala! Socorro!

Alguém pára este trem que eu quero descer ou ficar surda - porque neste caso NÃO é melhor ouvir que ser surda. Bom, mas tudo bem, assim, meio fora do contexto, completamente fora da linha e cheia de nove horas ela continua falando sem parar. E fala e retruca e exige e cobra e critica e não pára e é lenta e ninguém merece.

Ninguém merece esta criatura falando dentro da minha cabeça! Eu não mereço.

Ela falou, neste momento, ainda bem que acabou a semana e a sobrevivencia foi a ordem. Esta semana ela se decepcionou e muito com pessoas.

Se decepcionar com as pessoas que ela considera, nem gosta, apenas considera e também, e principalmente, com quem ela ama. Este é o sentimento que ela menos gosta de sentir. Esforço posto fora, sentimento de bem viver e conviver desperdiçado, mas alguns bons ensinamentos aprendidos: o melhor é conversar, falar resolve, pelo menos pra ela (e é o que importa), a maioria das pessoas a surpreende e algumas a decepciona, ela não sabe de onde vem o tiro por isto fica abaixada, pior é quando se espera que todas as pessoas sejam maudosas, ela ainda prefere confiar, acreditar e ter bons sentimentos.

O bom julgador julga o outro por si.

Não gostou? Entra na fila!

A unanimidade é burra e conviver com os diferentes é o que faz aprender e crescer e ela está uns 10 cm mais alta, mas cada vez mais magra!

Tem gente que se acha e tem gente que é! Ela é ela, os dela são e o resto ... é resto!

Temperar a vida com vai pra puta que te pariu seu filho de uma puta, vaca, rampera, chinelona e vagabunda. Vai tomá neste teu pra ver se tu gosta e passa o resto da vida de quatro, seu pau no dos infernos. Ai ai ... Não gostou? Entra na fila!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

domingo, 2 de agosto de 2009

Amor Natural

Surpreenda-se:
http://amornatural.vilabol.uol.com.br/amornatural/principal.htm

Ele e eu.

Ela encarnou em maio, mas três anos antes de sua vinda ela foi questionada por seu mentor e guia espiritual a respeito do seu par ideal. Aquele que habitava seus sonhos, suas vidas e seu destino. Ela não teve dúvida e descreveu com riqueza de detalhes, seu rosto forte, seu corpo atlético e alto, seu cabelo escuro e olhos expressivos, mãos grandes e dedos longos, seu espírito extremamente aventureiro, sem destino, sem quietude e muitos outros detalhes que ela relatou idealizando e idealizado no seu par ideal, na sua alma gémea. Ela viu ele se formar, ela viu a forma e reagiu com grande esperança e alegria quando ele nasceu, no ensolarado mês de Abril. Ela ficou feliz aguardando seu momento. Onze anos depois da sua vinda ela o encontrou. Ele era tudo o que ela tinha descrito nos seus mais escuros e obscuros sonhos. Apenas um fato nunca foi explicado e nem será: qual o motivo dos desencontros, do afastamento e da falta? Ela segue sua vida crendo que não será nesta que terá as resposta. Segue a vida crendo que existe mais que uma alma gémea. Ela está tentando e realizando. A história não é bem esta e nem bem assim, mas é mesmo assim uma boa história. Ele nem sabe o quanto faz falta na vida dela e muito menos o quanto seu afastamento lhe custa. A vida continua e a rosa está tatuada, assim como o anjo-mulher dele. Carregam seus destinos no corpo e muito mais - carregam seus destinos na alma, mas não para esta vida! Rosa : Representa a paixão e a perfeição no romance. Dedicada a Vénus, a deusa do amor. Rosa vermelha simboliza paixão. Temperar a vida com a certeza da dúvida.

É com este que eu vou ...

Hoje peguei as asas do meu anjo e voei com ela pela chuva.
Fui bem longe e bem alto, depois das nuvens e depois da noite, eu fui até o sol.
Suas asas são fortes e embora chamuscadas, foram e vieram, fomos e voltamos.

andar
voar
diferenciar
amar
apaixonar
carinhar
diferenciar
trabalhar
caminhar
dividir
separar
diferenciar
emocionar
falar
sentir
sofrer
angustiar
desejar
enojar
diferenciar
calar
emudecer
controlar
despejar
diferenciar
entender
irritar
intimidar
convencer
vender
comprar
diferenciar
temperar